MENU
bornfly

Eu quero voar!

VOO DUPLO

Voo Duplo

EU QUERO VOAR!
Pois bem então vamos juntos desfrutar desse prazer que os passaros tem, venha conhecer paisagens espetaculares de um ponto de vista totalmente novo.


Você não precisa ser piloto habilitado para fazer os primeiros voos duplos de parapente! Que tal um voo duplo de parapente, comandado por um instrutor experiente e devidamente habilitado, que lhe permita desfrutar desse prazer que é ver do alto paisagens espetaculares, de um ponto de vista totalmente novo?

Lembrando que voos duplos são um ótimo e inesquecível presente!

O voo duplo de parapente é feito com a união de duas seletes (assentos) em um único parapente, onde um instrutor devidamente qualificado credenciado, faz a pilotagem que tem uma duração media de 15 a 30 minutos e pode ser gravado com cameras go-pro de alta resolução proprias para esportes de ação.

Os melhores locais para os voos duplos de paraglider são as zonas de praia ou montanha, locais que já dispões de rampas de decolagem (declives íngremes), e são pré-definidos em de acordo com as previsões meteorológicas, pois além de não poder estar chovendo, o local do voo duplo de parapente também muda de acordo com a direção do vento.

icone-agenda

Compre
Agora

Aproveite nossa promoção especial para compra atencipada e compre já com R$ 50,00 de desconto, com o código de desconto, uma vez feita a compra do voucher do voo, basta agendar com 5 dias de antecedência, ou em até 24h de antecedência (sujeito a disponibilidade).

Código do desconto: duplo50desc

Comprar

Dúvidas sobre
o voo duplo?

Preencha nosso formulário com seus dados que logo entraremos em contato com você!



Perguntas
e Respostas

Dúvidas são sempre aparecem, então preparamos um faq com algumas informações que podem te ajudar a entender, mas se ainda tiver alguma dúvida não hesite em nos contactar!

Ainda com dúvidas?
Sim voar num geral já é perigoso como bem sabemos e voar com o controle da asa ou do velame é ainda mais perigoso em algumas vezes, pois depende de nossas proprias habilidades e respostas acertivas para escapar de algumas situações e tal como conduzir um veiculo voar definitivamente não é para qualquer um e depende muito de uma boa instrução para que não agirmos errado por aprendermos errado!
Não voar não é dificil, com uma boa instrução teorica e com atenção em seus primeiros contatos com seu parapente nas aulas praticas, voce logo logo esta apto para voar solo.
Não, se voce for analisar o custo x beneficio do parapente voce vera que ele é muito mais barato que varios outros esportes, em um curso basico voce estara investindo em media R$ 3.000,00 e em um equipamento novo de iniciante cerca de R$ 11.000,00.
Basicamente não. O tecido poderia se rasgar, e as linhas arrebentarem. É o que poderia se chamar de quebra. Mas isto é praticamente impossível de acontecer em equipamentos utilizados de maneira correta e dentro de seu período de vida útil. O que normalmente acontece sem nenhuma conseqüência, é devido a fortes turbulências o parapente se desinflar, ou 'enroscar' nele mesmo, mas são situações facilmente corrigíveis pelo piloto na maioria dos casos.
Sim. Se mesmo assim o problema não puder ser resolvido, existe na cadeirinha do piloto um pára-quedas (agora sim um pára-quedas) redondo que te leva em velocidade segura até o solo.
Claro! O Parapente não é um esporte que exija força muscular extrema, exige muito mais técnica do piloto do que força em si. E como é um esporte que tem poucas praticantes, elas são sempre muito bem-vindas neste universo em sua maioria masculino.
Sim. Perfeitamente. O equipamento deve ser proporcional ao peso que está carregando. Para isto existem parapentes específicos para vôo-duplo, que suportam mais peso.
Muita. De forma e tamanho. Quanto ao peso, ele é sempre proporcional ao peso do que ele carrega. Seja uma pessoa, duas pessoas, um magro, um gordo. O parapente também tem forma de asa, e o formato desta 'asa' vai definir muito do seu comportamento e desempenho em vôo. Embora para um leigo, simplesmente olhando sejam todos muito parecidos, eles têm muita diferença. Existem níveis de desempenho e de segurança variados. Quanto mais seguro é um parapente, geralmente os usados com alunos e vôos-duplos, menos performance eles têm. Entenda-se como performance a sua velocidade e capacidade de voar mais longe. Os pilotos de lazer usam parapentes seguros e com desempenho moderado, propício para lhe proporcionar um vôo agradável e divertido. Pilotos de competição sempre usam o que há de mais moderno e com maior desempenho, diminuindo com isto também sua segurança. Já os pilotos de acrobacia voam em parapentes específicos para que realizem melhor as manobras e são também geralmente menores em relação ao peso de um piloto, quanto seria um parapente de vôo convencional.
Teoricamente ele pode levar quanto peso for necessário, desde que tenha um tamanho adequado ao peso que está carregando. Alguns ônibus espaciais possuem uma espécie de parapente gigante para pousar.
Se a diferença for de poucos kgs, basicamente só o que muda é a velocidade de vôo, mais rápido se mais pesado, ou mais lento de mais leve. A distância que ele voa e a resistência do aparelho são praticamente inalterados.
O esporte é tão seguro quanto o piloto quiser que seja. Tomando todas as devidas precauções, ele torna-se um esporte extremamente seguro. Muito mais do que você pode imaginar. A maioria massiva das pessoas que pilotam ambos aparelhos como motocicletas e parapentes, sentem-se mais seguros voando.
Leves chuvas não afetam em muito o vôo, apenas umedecem o tecido impermeável do parapente, porém em dias nublados, não é possível achar as correntes térmicas de ar ascendente que o farão subir. Logo é mais provável que não valha nem a pena decolar, caso contrário você irá diretamente da decolagem para o pouso. Seria um vôo curto sem muitas possibilidades. Fortes chuvas geralmente vem acompanhadas de fortes ventos e turbulência, que aí sim tornam o vôo desaconselhável.
As chuvas não saem de surpresa de trás de uma cortina pra nos dar um susto. Todo piloto deve saber fazer a análise meteorológica necessária para saber a possibilidade de chuva naquele momento, e reconhecer as nuvens de chuva antes que elas atinjam um nível que represente perigo ao vôo.